20/05/2019 20h35 - Atualizado em 20/05/2019 20h35

Solitários maridos, esposas solitárias

O isolamento de outras pessoas nem sempre é ruim. O próprio Jesus tinha o hábito de regularmente isolado das multidões e ficar a sós com Deus, depois de um dia de trabalho no meio do povo. Nessas ocasiões, ele orou e renovada força.

Solitários maridos, esposas solitárias
Imagem Ilustrativa - reprodução
Mas há uma solidão característica mal da sociedade em que vivemos. As pessoas podem viver na mesma casa com muitas outras pessoas, e mesmo assim viver isolado. Desde que foram criados como seres sociais, viver em isolamento geralmente provoca tristeza, depressão, ansiedade e, em casos extremos, o suicídio.
Isolamento acontece mesmo entre pessoas tão próximas como marido e mulher. Diversas forças ativas na sociedade moderna são marido e mulher separando cada vez mais longe um do outro, em vez de produzir intimidade e mutualidade:
  1. Em uma sociedade tão complexa em que vivemos, experiências diferentes e sistemas de valores diferentes separam os cônjuges. Anteriormente as pessoas nasceram e cresceram juntos em um só lugar. Hoje as pessoas vêm de origens completamente diferentes.
  2. A sociedade moderna tem transferido a idéia de que o casamento é um relacionamento baseado em 50/50. Isto é, cada um deles dá uma pequena sim. Mas isso realmente não funciona. O padrão cristão é 100/100. No casamento, damos outro inteiramente.
  3. O egoísmo é provavelmente a maior ameaça à unidade conjugal. Ser egoísta é buscar atendimento fora deixando o cônjuge. A ilusão comum é que marido e mulher podem ter sucesso, independentemente um do outro e ainda manter um bom casamento. Na prática, isso nunca é possível.
  4. Outro fator de problemas de isolamento não são superados. Os pesquisadores mostram que cerca de 70% dos casais que passam por experiências traumáticas (como a perda de um filho em um acidente, ou ter um filho gravemente doente) são separados ou divorciados.
  5. A mídia tem popularizado a noção de que casos extraconjugais são normais. O fato é que não só o adultério consumado, mas o adultério emocional (uma amizade muito íntima com alguém do sexo oposto) faz com que o isolamento dos cônjuges
  6. Pressão contínua estilo de vida acelerado em que vivemos contribui para viver cada vez mais afastados uns dos outros.
  7. Outro fator é a crescente dependência de redes sociais. Marido e mulher podem se sentar na mesma mesa, sentados no mesmo sofá ou deitado na mesma cama, mas toda a gente está verificando seus e-mails, Facebook, Twitter, Google + ou qualquer outra aplicação social. Eles só estão fisicamente juntos. Os membros de uma família podem estar juntos na mesma sala e ser perfeitamente isoladas umas das outras. Na medida em que entramos em nossos casulos virtuais, mais e mais nos desconectamos uns dos outros.
  8. Finalmente, não podemos deixar de mencionar o consumo de pornografia por fins sexuais, espiritualmente e psicologicamente cônjuges isolar.

 

O isolamento é uma ameaça séria mesmo para casamentos cristãos. Estes cristãos precisam perceber que se você não tomar as precauções necessárias e sem abordar essa ameaça juntos, acabarão por viver isolados uns dos outros, mesmo debaixo do mesmo teto.Muitos casais têm relações sexuais, mas não amor. O erro típico que muitos casais cometem é não antecipar que tais problemas podem ocorrer com eles. E quando surgem problemas, eles são tomados de surpresa.
Vivemos em um mundo conturbado. A tentação de muitos, sob pressão, é isolada, hibernar como um urso em sua caverna no inverno. Embora isso possa parecer uma alternativa atraente, só que com o apoio de amigos pode suportar as misérias da vida.
O que podemos fazer como cristãos para vencer o isolamento? Aqui estão algumas dicas:
  • Procure uma maior intimidade com Deus através da leitura da Bíblia e oração diária. Quando nos aproximamos de Deus, podemos melhor chegar aos outros.
  • Plano de passar tempo com seu cônjuge fazendo coisas que ambos apreciam.
  • Às vezes o isolamento foi causado por sua atitude de errado com o que o seu cônjuge foi ofendido ou danificado. Você precisa pedir perdão e buscar a reconciliação. No caso da pornografia, talvez a confissão é necessária.
  • Às vezes, quando a situação já se tornou muito complicada e difícil, é preciso superar o orgulho e procurar ajuda.



Não permita que o isolamento termina com a alegria do seu casamento.

Texto de Augusto Nicodemus Lopes 

Voltar para o topo
COMPARTILHE A MENSAGEM Facebook Twitter


Comente esta mensagem

Ok