03/07/2017 19h56 - Atualizado em 03/07/2017 19h56

E você, tem domínio próprio?

“O fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas virtudes não há Lei.”

E você, tem domínio próprio?
Imagem Ilustrativa - reprodução

 

Pedir perdão é necessário e é muito bom ser perdoado. Mas nós sabemos que melhor seria não ter cometido o erro. Seria melhor não ter dito aquela palavra, não ter permitido que a ira controlasse nossas atitudes. Melhor era ter contido o desejo e esperado a hora certa. As consequências de nossos erros em palavras e obras nos lembram que precisamos de algo importantíssimo: domínio próprio.
Alexandre, o Grande foi um dos homens mais extraordinários da história. Em menos de dez anos, ainda jovem, ele conquistou a Grécia, Egito, Arábia e regiões onde hoje estão a Turquia, o Líbano, a Palestina, Israel, Síria, Transjordânia, Irã, Iraque e parte da Índia. Morreu aos 33 anos, após uma noite de excessos. Por isso a Bíblia diz: Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade. (Pv 16.32). Alexandre conquistou milhares de cidade, mas não dominou seus próprios desejos. Seus dias foram abreviados.
Podemos orar, jejuar, ler a Bíblia, mas precisamos desse fruto do Espírito em nós. Sem ele nos tornamos vulneráveis, podemos perder tudo o que construímos. Como uma cidade com os muros derrubados, assim é quem não sabe dominar-se (Pv. 25.28). Diversas áreas de nossa vida carecem ser controladas.
Domine sua língua. Tiago diz que quem consegue controlar sua própria língua, consegue controlar todo o seu corpo. (Tg 3.2). Não é porque falaram de alguém para você que precisa contar a outro. Não é porque está com raiva, que precisa “despejar” no outro o que há em seu coração. A Bíblia diz que no muito falar há transgressão e que até o tolo quando se cala é considerado um sábio.
Domine sua ira. Não deixe que ela domine você. O tolo da vazão à sua ira, mas o sábio domina-se (Pv 29.11). As palavras ditas, as decisões tomadas e as ações realizadas nos momentos de ira, não voltarão atrás quando ela acabar. Você terá de arcar com as consequências. Irai-vos e não pequeis. Não se ponha o sol sobre a vossa ira (Ef 4.26).
Domine sua vontade e espere em Deus. Lembre-se que Saul perdeu o seu reino por não saber esperar! (1 Sm 13.6-14). Ele passou a frente de Samuel e ofereceu um sacrifício que não lhe competia oferecer, pois não era sacerdote. Muitas pessoas não respeitam a autoridade que está acima delas e fazem o que não lhes cabe. Sofrem as consequências disso. Quão diferente foi Davi, que tendo Saul em suas mãos e sendo incentivado pelos seus homens, não ousou tocar no rei, aguardando o agir de Deus.
Nós precisamos que muitas coisas ao nosso redor mudem. Todavia, precisamos ainda mais que nosso coração mude e nos tornemos homens e mulheres de Deus que sabem dominar suas palavras, seus sentimentos, vontades e ações. Que esse fruto do Espírito seja abundante em nossos corações.

 

 

Via Michelle Coutinho

Voltar para o topo
COMPARTILHE A MENSAGEM Facebook Twitter


Comente esta mensagem

Ok